sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Preparados ou não? Eis a questão.(editado)

Numa pesquisa feita na faculdade UnIcesp campus I, com alunos do 1º e 8º semestre do curso de jornalismo, para saber sobre suas expectativas quanto ao mercado de trabalho e quanto a profissão de jornalista, percebe-se que a maioria das pessoas entrevistadas acham que estão preparadas para iniciar na carreira. E as que estão começando o curso, ainda tem aquela visão de que carreira de jornalista é puro glamour .
Há aqueles, que mesmo depois de formados não se acham preparados para atuar na profissão, pois reconhecem que a carga de teorias recebidas na faculdade é muito baixa para os padrões exigidos no mercado que requerem uma boa experiência.


Foi perguntado à eles quais eram as expectativas em relação ao mercado de trabalho, e se estavam preparados para atuar na profissão.


Veja o que eles responderam.

Por: Priscilla Freitas





Fotos: Priscilla Freitas





“Sim. A melhor, pois me aperfeiçoei na área de técnicas de edição fazendo estágio na faculdade. E antes já trabalhava com rádio, e tenho uma boa experiência como radialista, então já fica mais fácil de ingressar no mercado de trabalho”.

Delcimar da Rocha, 47 anos 8º semestre de jornalismo.
























“Sim. As melhores possíveis, já que no decorrer do curso tive a oportunidade de conseguir um estágio na área, estudei com excelentes professores e atuei bastante no programa UNICESP CIDADE da faculdade”.

Geraldo Beckher 25 anos 8º semestre de jornalismo.












“Bom acredito que está prepara para uma nova fase sim. Porém sou consciente das dificuldades de ser uma amadora, em vez que percebo a cobrança em relação a ter experiência na área. Mas acredito que o meu empenho e horas de leitura será o meu diferencial”.

Joselé Monteiro de Carvalho, 35 anos, 8º semestre de jornalismo.

















“Apesar de ver a má atuação dos professores de hoje no mercado, ainda não me acho apta a trabalhar, pois a carga teórica que recebemos na faculdade é muito baixa. A minha expectativa é de estagiar na área para ter experiência pelo menos na parte teórica, e me familiarizar com a profissão.
A partir daí penso que achei a área que vou ter mais afinidade para prosseguir na profissão.”
Aline Montandon, 28 anos, 8º semestre de jornalismo.






“Eu quero contribuir com o pouco que sei e conheço, pactuar pelo melhor do sistema, mesmo que isso pareça ideológico demais”.

Diego Gonçalves de Oliveira, 22 anos, 1º semestre de jornalismo.












“Uma oportunidade para expressar com liberdade a informação, que pode promover ao receptor uma nova visão de assuntos, temas e conceitos.”

Márcia Dias de Vasconcelos, 35 anos, 1º semestre de jornalismo.














“Espero que possa me realizar como pessoa. E como uma boa jornalista passar para o povo o que está acontecendo perto ou longe deles.”
Sammya Alves, 18 anos, 1º semestre de jornalismo.

Um comentário:

Soll disse...

olá Priscilla,

Está interessante a enquete, porém precisa de algumas revisões na linguagem (releia com atenção e corrija), certo?


Depois que você republicar eu faço a revisão final.


Sugestão quanto às fotos, acho que algumas podem ser "recortadas" (uma edição no photoshop pode melhorar cada imagem).

abraços,
Solange