sábado, 22 de setembro de 2007

Revista/Linha do tempo

Revista nossa de cada dia

Fernanda


Independente da evolução tecnológica nos encantamos pelos detalhes perfeitos na produção de uma revista. Suas páginas em papel couchê, com fotos e imagens coloridas desfila o talento de grandes profissionais. Como uma tela ao ser trabalhada por um artista elas nos fascinam.
A escolha e mistura do texto com a imagem transforma um conteúdo difícil ou complicado para que tenhamos uma fácil compreensão. Independente se são para entretenimento ou não as revistas fazem parte do nosso cotidiano e a cada uma delas temos sentimentos diferentes.
Somos capazes de nos divertir com as Histórias em Quadrinhos assim como, sorrir das velhas piadas nas revistas Seleções da Reader’s Digest.
Preocupamos-nos com a situação da camada de ozônio ao lermos National Geographic ou com os bombardeios em Israel na capa da Time.
Este é o mundo que as revistas nos proporcionam: do riso ao pranto. Tornando – nos pessoas mais conscientes do mundo ao nosso redor. Capacitando – nos a exigirmos mais dos nossos governantes.
Questionamos se a internet, a televisão e os jornais impressos que não se aprofundam nos assuntos apresentados. Contam-nos a verdade dos fatos que acontecem ao nosso redor.
Certamente este é um das muitas cartas na manga que as revistas têm: o tempo para aprofundar-se sobre determinado assunto.
Ao folhearmos uma revista não vemos/lemos apenas as matérias ou fotografias impressas em suas páginas. Identificamos-nos com um grupo e somos identificados. De todas as mídias, certamente, a revista é a mais democrática, pois para cada assunto há um grupo específico. Entre outras vantagens está a de maior durabilidade, em relação aos jornais impresso, o que nos dá a oportunidade de relermos, quantas vezes nos for necessário, um determinado assunto.
A Revista é o resultado e reflexo do que somos, do que desejamos e do que fazemos da nossa sociedade.

Um Breve Histórico das Revistas lançadas no Brasil e no mundo


Ano de 1600

*1611 – Lê Mercure – França
*1631 – La Gazeta – França
*1663 - Erbauliche Monaths-Unterredungen – Alemanha
*1672 – Lê Mercure Galant – França
*1693 – Mercúrio das Senhoras (1ª revista feminina) - França

Ano de 1700

*1741 - American Magazine ou Monthly View – Estados Unidos
*1741 – General Magazine – Estados Unidos

Ano de 1800

*1808 – Correio Braziliense ou Armazém Literário – Brasil
*1812 – As Variedades ou Ensaios de Literatura - Brasil
*1823 – Guarita de Pernambuco – Brasil
*1828 – O Espelho Diamantinho (1º Revista feminina) - Brasil
*1830 – Revista da Sociedade Filomática - Brasil
*O Beija Flor - Brasil
*1831 – O Espelho das Brazileiras (1º revista feminina) – Brasil
*A Voz Paulistana – Brasil
*1832 – A Mulher do Símplicio ou a Fluminense Exaltada – Brasil
*1835 – Cosmopolitan – Estados Unidos
*1835 – Jornal de Variedades (imprensa feminina) – Brasil
*1842 – Illustrated Londo News – Inglaterra
*1867 – Hapers Bazaar – Estados Unidos
*1876 – Queen ( que depois mudou para McCalls) – Estados Unidos
*1883 – Ladies Home Journal – Estados Unidos
*1885 – Good Housekeeping – Estados Unidos
*1888 – National Geographic – Estados Unidos
*1892 – Vogue – Estados Unidos

Ano de 1900

*1923 – Time – Estados Unidos
*1925 – The New Yorker
*1927 –O Cruzeiro - Brasil
*1933 – Nesweek – Estados Unidos
*1933 – U.S.News and World Report – Estados Unidos
*1933 – Esquire – Estados Unidos
*1934 – Pato Donald - Estados Unidos
*1945 – Elle - França
*1936 – Life – Estados Unidos
*1938 – Superman – Estados Unidos
*1944 – Hola! - Espanha
*1947 – Der Spiegel – Alemanha
*1948 – Paris Match – França
*1948 – Stern – Alemanha
*1950 – Cinelândia - Brasil
*1952 – Manchete - Brasil
*1953 – Lexpress – França
*1953 – Playboy – Estados Unidos
*1957 – Capricho - Brasil
*1959 – Época – Itália
*1959 – Senhor - Brasil
*1962 – Panoramda – Itália
*1974 – People – Estados Unidos

3 comentários:

Solange disse...

Fernanda, faltam as fotografias. Tente postá-las e colocar legenda. Falta, ainda, na linha do tempo um complemento sobre as revistas (ex. ano - país, primeira revista feminina...)
Revise a matéria e faça as alterações, certo?
abraços,
Solange
ps. a introdução ficou interessante.

Anônimo disse...

Lembre-se de colocar em frente o nome de cada revista algo que se refira a sua importância na história dessa mídia. abraços, Solange

Soll disse...

Fernanda,

Falta completar a linha do tempo com mais informações sobre as revistas e com fotografias. abraços, Solange